Afinal, quem matou Lampião? Frederico responde

Num país como o Brasil, onde rebaixamos nossos heróis e os desqualificamos, Virgulino Lampião surge acima de qualquer crítica. Seguindo esta linha Frederico Pernambucano de Mello lançou Apagando o Lampião: vida e morte do rei do cangaço pela Global editora.

Em sua síntese o livro vem com um propósito exclusivo de responder a uma pergunta presente a 80 anos. Afinal, quem matou Lampião? O autor, conhecido por ser o maior historiador do cangaço, aponta em sua obra a resposta definitiva. Em entrevista com o tal assassino, Frederico coloca em seu livro o relato minucioso do tiro único que matou o cangaceiro mais famoso do sertão.

Além da morte o livro trata da vida, o décimo segundo livro lançado de Frederico traz fatos pouco conhecidos de seu objeto de estudo. Por exemplo o fato de Lampião ser um exímio artesão de couro. Discutindo também quem foi ele, um bandido temido, um fruto das injustiças sociais, uma lenda ou tudo junto?

Muito embora a figura de Lampião já tenha sido apresentada de inúmeras formas, na literatura, teatro, cinema, jogos, músicas e novelas, Frederico nos apresenta a história com um sopro renovador do cangaço brasileiro. Apagando o Lampião – Vida e morte do Rei do Cangaço joga luz definitiva, em 336 páginas, sobre um dos enigmas que ainda persistem na rica seara da história nacional.

Siga o Epílogo e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter e Instagram!